Coniacc

agenda
11
Outubro
00:00 - Gramado - RS

20º Congresso Nacional de Voluntários e Instituições de Apoio a Criança e ao Adolescente com Câncer

28
Novembro
00:00 - Brasilia - DF

Dia de Doar

23
Novembro
00:00 - Brasilia - DF

Dia Nacional de Combate ao Câncer Infantojuvenil

eventos
 
vídeo
Realizando sonhos

A paciente Ana Clara foi professora de balé por um dia no Lar Amigos de Jesus.

Parceiros
Assistidos pelo Abrace aprendem a plantar horta orgânica
|
Tamanho da Letra:

O dia está ensolarado, é hora de sair da sala de aula, colocar as botinhas e chapéus de palha e ir ao campo. E se a terra já está fofinha e molhada, a próxima etapa é semear. Foi assim que assistidos que recebem aulas no Espaço Pedagógico começaram o dia – plantando. Hoje, a teoria virou prática.

Trata-se de um terreno da Abrace que receberá uma hortinha orgânica. O projeto tem o objetivo de contribuir para o meio ambiente, promover saúde, educação e cidadania às crianças e adolescentes que se hospedam na Casa de Apoio e também àquelas que moram em suas residências, mas fazem reforço escolar na instituição.

No meio da garotada, o extensionista rural da Emater Zilçon Vinhal, explica o passo a passo para a produção das hortaliças. “Depois de limpa e adubada, a terra recebe as sementes e mudas (estas, por meio do transplantio). Vamos começar plantando o coentro. Quem quer participar? ”. Com o convite, mãozinhas e mais mãozinhas disputavam os grãos, tudo para colaborar com o semeio.

Enquanto as crianças plantavam, o especialista orientava os professores: “Se houver praga, basta utilizar um suco de pimenta pulverizado ou realizar a catação manual, no caso de lagartos. Se a muda está doente, elimine-a do pé”. E muito atento, Carlos Eduardo Fortes, 8 anos de idade, completa: “ mas se a plantinha está doente, tem mesmo é que levar ao hospital”.

Depois de lançadas as sementes ao solo - observando a profundidade e os espaçamentos entre elas - o próximo passo é cobri-las com a terra. Agora, a horta está abastecida de coentro, cenoura, beterraba, espinafre, abóbora menina, alface e salsa. “É preciso regar todos os dias, pela manhã e pela tarde”, recomenda Zilçon Vinhal. A professora Fernanda Brandão reforça: “os alunos também participarão deste processo. As turmas da manhã regarão um pouquinho e as turmas da tarde, outro pouquinho”.   

Pronto, com os devidos cuidados, o tempo se encarrega de fazer a plantinha germinar e crescer. “A aula no campo permite que o aluno entenda a teoria brincando. O conceito deixa de ser abstrato e passa a ser uma realidade. Além do zelo com a natureza e a compreensão do ciclo que envolve a produção dos alimentos, a atividade desperta na criança um adulto mais responsável com o meio”, aponta a professora Tatiana Santos.

A princípio, as hortaliças serão destinadas ao consumo das crianças e adolescentes hospedados na Casa de Apoio. Depois, a ideia é comercializá-las. A horta é uma parceria com a Embrapa e Emater, agrônomos e Banco Losango. Juntos, todos colaboram para a doação de equipamentos, mão de obra, sementes e mudas.

Subir
Todos os direitos reservados à CONIACC
Confederação Nacional de Instituições de Apoio e Assistência à Criança e ao Adolescente com Câncer

Endereço: Rua Clementino Câmara, 234, Barro Vermelho - Natal/RN - CEP: 59030-330
Tel: (84) 40061603 / (84) 40061606